Quarta revolução industrial: o futuro já começou!

Quarta revolução industrial: o futuro já começou!

O mundo como você vê hoje não será o mesmo daqui a dois, nem daqui a cinco, dez ou 20 anos. A história e o avanço da tecnologia mostram que a evolução é constante. Tanto é verdade que a quarta revolução industrial já está em curso. 

Agora, tecnologias como cloud computing, Internet das Coisas (IoT) e Inteligência Artificial (IA) aliadas ao conceito de Big Data, que destaca a maior capacidade computacional e dados, estão alterando a configuração da nossa sociedade.

Fundamentalmente, é a transformação digital que vêm causando rupturas em todas as indústrias, gerando impactos e mudando não só a estrutura e os processos de produção, mas, principalmente, a maneira como as pessoas vivem, trabalham e interagem. Os hábitos de interação de hoje, por exemplo, não lembram em nada o modo que as pessoas se comunicavam na virada do último século. Já tínhamos celulares, mas eles não eram nenhum protótipo do que temos agora em nossas mãos. É isso: as mudanças são, de fato, incrivelmente marcantes!

Quer conhecer a tempestade da quarta revolução industrial e a maneira como ela promete transformar a sociedade para sempre? Continue lendo esse artigo!  

Linha do tempo: quais revoluções vivemos até aqui?

Antes de avançarmos para o conceito da quarta revolução industrial, vale fazer um resgate histórico e lembrar outras revoluções que já marcaram nossa sociedade.  

Revolução Industrial:  surgiu na Inglaterra no fim do século XVIII, elevando a produção – antes artesanal – das indústrias para patamares inéditos, a partir do uso de carvão, vapor e ferro. Passou a ser possível produzir muito mais rápido com um custo muito menor.

Segunda Revolução Industrial: ocorreu em meados do século XIX por meio do amplo uso da eletricidade, da química e do petróleo. Com isso, surgiram novas tecnologias como o avião, refrigeradores, alimentos enlatados e os primeiros telefones. A massificação da manufatura também marcou o período.

Terceira Revolução Industrial: a partir da segunda metade do século XX, a informação se tornou uma importante matéria prima. O amplo acesso ao conhecimento e às tecnologias que surgiram ainda na segunda revolução, o desenvolvimento ganhou mais velocidade. Surgiram os primeiros computadores e, com eles, avanços em todas as áreas do conhecimento. 

E o que esperar da quarta revolução industrial?

Afinal, porque fala-se tanto na tempestade perfeita da quarta revolução industrial?

Na prática, o que isso quer dizer? 

Primeiro, vale destacar que esse novo momento da história foi assim denominado pelo Dr. Klaus Schwab, autor do livro The Fourth Industrial Revolution. De acordo com o autor, essa revolução tem como fundamento a transformação digital, sendo    “caracterizada por uma Internet muito mais móvel e global, por sensores menores e mais poderosos e por inteligência artificial e machine learning.”

“Estamos a bordo de uma revolução tecnológica que transformará fundamentalmente a forma como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos. Em sua escala, alcance e complexidade, a transformação será diferente de qualquer coisa que o ser humano tenha experimentado antes.” 

Klaus Schwab

A quarta revolução industrial vem nos apresentar um mundo mais inteligente e conectado, que está sendo construído à medida que a tecnologia avança, graças a um efeito combinatório das novas ferramentas disruptivas: é nesse momento que começa a tempestade perfeita.

Com o uso de diferentes tecnologias, coordenando “coisas” conectadas e inteligentes, temos, por exemplo, carros autônomos sendo construídos e robôs virtuais que já auxiliam na realização de cirurgias e exames. Essas iniciativas são exemplos da tempestade perfeita, que, mediada pelo digital, conecta o mundo físico, que são as “coisas”, e o mundo biológico, que somos nós. 

É nessa sinergia que se baseia a quarta revolução industrial, e é a partir dela que muitas transformações estão em curso e outras tantas prestes a acontecer, mudando a economia, a sociedade e o nosso jeito de viver.

As 10 tecnologias da quarta revolução industrial 

A seguir, apresentamos as tecnologias que permitem a formação da tempestade perfeita da quarta revolução industrial. É a convergência entre elas que já está transformando o mundo em que vivemos!

Tecnologias mudando o mundo físico: Biotecnologia; Robótica; Impressão 3D, Novos materiais; Internet das Coisas (“IoT”) e Transmissão, armazenamento e captura de Energia.

Tecnologias mudando o mundo digital: Inteligência Artificial (IA); Blockchain; Novas tecnologias computacionais e Realidade virtual e aumentada.

Quarta revolução industrial: projeção ou realidade?

Os dois. Embora muitas previsões sejam feitas, outras tantas iniciativas, pautadas pelo efeito combinatório de novas tecnologias, já são ou estão se tornando realidade.

No Canadá, a startup Ross Intelligence desenvolveu um robô advogado capaz de analisar um grande volume de documentos e até interpretar leis, usando a plataforma Watson, da IBM.  

Já na China, a Winsun constrói casas e até prédios usando usando uma impressora 3D, sem a necessidade de operários, em apenas 24 horas.

E as inovações não param por aí. Relatório produzido pelo Fórum de Economia Mundial aponta algumas previsões que podem se confirmar até 2025: 

  • 5% dos produtos de consumo feitos em impressoras;
  • 10% das pessoas vestindo roupas conectadas com a Internet;
  • Carros autônomos representando 10% da frota de veículos nos Estados Unidos;
  • 50% do tráfego de Internet em domicílios direcionado para dispositivos e equipamentos domésticos;
  • A primeira cidade com mais de 50 mil habitantes e nenhum semáforo.

Uma coisa é certa: as transformações já estão acontecendo. Sobre o futuro? Quem viver, verá! 

Quer acompanhar outras tendências em tecnologia? Acesse sempre o blog UOL Diveo, o melhor conteúdo sobre novas ferramentas e soluções pensado para você.