Qualidades-profissionais-e-competencias-importantes-na-Industria

Qualidades profissionais e competências importantes na Indústria 4.0

O uso da tecnologia na indústria 4.0 transformou e revolucionou os processos produtivos rapidamente. A cada mês, novas soluções surgem no mercado para melhorar a produtividade e tornar as empresas mais competitivas. Um pequeno problema, no entanto, ainda precisa ser resolvido: será que os profissionais que atuam na área possuem a capacitação profissional necessária para acompanhar tais mudanças? Ou melhor: qual seria a capacitação ideal na indústria 4.0?

Trabalhar na quarta revolução industrial significa dispor de um excelente conhecimento técnico e muitas, muitas habilidades. Ser um expert em Big Data ou em sistemas automatizados para deslanchar em uma fábrica inteligente também é o mínimo nesse contexto.

Quer saber o que mais é preciso? Siga a leitura!

 

Como a indústria 4.0 altera a realidade profissional?

A indústria 4.0 utiliza tecnologias variadas para inovar e complementar a produção. O uso de sensores, Big Data, machine learning, internet das coisas (IoT) e outras ferramentas tecnológicas faz a realidade nessas indústrias ser bem mais complexa e dinâmica.

Um detalhe não mudou: máquina alguma consegue levar uma empresa ao sucesso sozinha. Por trás de toda automação, existem operadores humanos programando e analisando processos. Empresas que estão realizando a transição para a indústria 4.0, tem aí um desafio: reconhecer a capacitação profissional adequada à realidade tecnológica na qual estamos inseridos.

Isso se aplica a todos os níveis industriais, desde os operacionais até as lideranças. Os gestores, aliás, são figuras importantes quando o assunto é Transformação Digital. Eles devem promovê-la e controlá-la, participando diretamente do processo.

Há algumas décadas, bastava que o gestor contratasse um profissional de TI competente para implementar um bom nível de inovação tecnológica. Agora, ele é parte do processo e precisa evoluir rapidamente para acompanhar as constantes mudanças.

Desafios do profissional na indústria 4.0

Uma reportagem da revista Forbes mostrou que boa parte das indústrias americanas têm vagas abertas e não conseguem preenchê-las. O grande desafio dos profissionais que trabalham na área é se adequar aos novos requisitos da indústria. Isso porque os humanos continuam por trás da operação e das decisões, só que agora lidando com uma enorme quantidade de dados vindas da automatização.

Para líderes, o desafio é ainda maior. Além de trabalhar o próprio aperfeiçoamento – e temer qualquer mudança tecnológica – o gestor também precisa encontrar formas de selecionar talentos para sua equipe.

Dependendo da área industrial, pode ser difícil encontrar profissionais capacitados. É papel do gestor criar atrativos para talentos jovens e conectados com as inovações tecnológicas que realmente fazem a diferença para as empresas.

Definir procedimentos para aproveitar as informações

Enquanto muitos se preocupam com máquinas autônomas e Inteligência Artificial substituindo a mão de obra a nível operacional, poucos percebem que as verdadeiras mudanças acontecem a nível tático e estratégico. A liderança na indústria 4.0 precisa mudar para conseguir manter a produtividade e competitividade.

Para isso, deve aprender a instalar uma cultura ágil dentro da empresa, em especial para gestão de processos. Atualmente modelos de negócio utilizados há gerações podem ficar obsoletos em menos de uma década. O mesmo ocorre com empresas e tecnologias.

Além disso, uma quantidade enorme de informações é coletada a todo momento e pode fazer a diferença no planejamento estratégico.

 

Fomentar a colaboração entre humanos e máquinas

Quando uma empresa está passando por processos de mudança, é normal que somente os mais envolvidos na operação e na implementação participem. Assim, os colaboradores se sentem ameaçados e, muitas vezes, resistem às novidades.

Para facilitar essa transição, foi criada uma ideia chamada cobot, que seria a colaboração entre humanos e máquinas. Esses robôs complementam as habilidades dos operadores humanos para melhorar sua produtividade e segurança.

Um profissional de destaque na indústria 4.0 precisa aprender a utilizar essas abordagens para envolver toda a equipe no processo de modernização. Cada inovação tecnológica deve ser implementada com um objetivo que sirva de guia para os envolvidos no projeto, fomentando a colaboração entre humanos e máquinas.

 

Desenvolver a capacidade analítica

As tecnologias usadas em todas as áreas da empresa geram uma quantidade enorme de dados. Isso se aplica especialmente a produção, onde o uso de sensores combinados a sistemas de gestão têm se tornado padrão. Com milhares de bytes de dados gerados por minuto, o profissional agora precisa desenvolver capacidades analíticas para utilizá-los a seu favor.

É claro que não é necessário ver e avaliar cada uma das informações geradas pela empresa para tomar decisões. Esse papel é de softwares de Big Data, Business Intelligence e Analytics, que processam dados a uma velocidade muito maior que um computador normal e do que os seres humanos.

Então, o que faz o profissional nesse tipo de indústria?

Ele aproveita as informações geradas pelos softwares para as decisões estratégicas. Só é importante ser rápido nas decisões: os dados são gerados a todo momento e podem fazer uma diferença grande no custo de produção.

Saber identificar problemas por meio das informações disponíveis e agir para sua correção também é um diferencial. Em um mundo onde tudo acontece rapidamente, a velocidade de decisão é crucial.

 

Perseguir o perfil do profissional inovador

Conforme empresas buscam se transformar em fábricas inteligentes, o gestor deve se adaptar. Ele deixa de ser um mero comandante, que delega tarefas, e se transforma em alguém que empodera colaboradores e permite que seu trabalho funcione através das tecnologias.

Além de tomar decisões, o líder 4.0 precisa ser inovador e saber pensar fora da caixa. O melhor de tudo é que as ferramentas tecnológicas estão aí para ajudar. A quantidade de dados colhida atualmente em fábricas inteligentes é tão grande que pode antecipar e corrigir a ocorrência de um problema técnico. Ou seja, o gestor consegue inovar com menos riscos e melhores resultados.

Profissionais que conseguem revolucionar seu papel dentro da empresa tornam-se ferramentas estratégicas para o crescimento. Combinando seu potencial com a tecnologia da indústria 4.0, é possível melhorar ainda mais seus resultados. Muitos já investem em sessões de coaching e treinamento para tornarem-se melhores. Desenvolva suas competências. O mercado certamente tem espaço para você!