Profissional do Futuro: 10 habilidades necessárias

Profissional do Futuro: 10 habilidades necessárias

Quando pensamos em futuro, muitas vezes, pensamos em robôs ocupando funções antes exercidas por pessoas. Porém, não é bem assim. A tecnologia, de fato, trouxe novas propostas para a realização de trabalhos feitos de manualmente. Mas as perspectivas para o profissional do futuro se mantêm otimistas. 

Isso porque, de acordo com o relatório divulgado pelo Fórum Econômico Mundial, em setembro de 2018, há a expectativa de que 133 milhões de novos postos de trabalho devem surgir. A previsão de extinção, até 2022, é de 75 milhões de empregos. Ou seja, o saldo é de 58 milhões de novas oportunidades.

Portanto, a transformação digital não será responsável apenas por tornar obsoletas algumas funções. Ela também irá criar novas oportunidades e é necessário estar preparado para isso. Portanto, se você deseja descobrir as características que o profissional do futuro precisa ter, continue a leitura desse artigo!   

Profissional do futuro: o que é necessário ser 

De acordo com dados divulgados pelo Fórum Econômico Social são consideradas as habilidades e competências primordiais para ser um profissional do futuro:

Resolução de problemas complexos

A necessidade de resolver problemas complexos tem sido cada vez mais exigido nas mais diversas funções. A previsão é de que nos próximos quatro anos 36% das atividades dos setores da economia exijam essa habilidade. 

Flexibilidade cognitiva

A capacidade de ampliar o modo de pensar, buscando diferentes rotas para solucionar questões variadas está entre as habilidades necessárias para ser um bom profissional do futuro. Ou seja, quanto mais flexível, mais fácil será enxergar novos padrões e associações. 

Negociação

Habilidades sociais têm se tornado cada vez mais importantes. A negociação está entre as exigências para a sobrevivência profissional. Portanto, seja com a equipe, clientes ou qualquer outro nível hierárquico, a necessidade de saber negociar será um grande diferencial. 

Criatividade

Ter um olhar para o novo, desconstruir conceitos e construir novos será algo cotidiano para o futuro. Afinal, com o grande fluxo de dados cada vez mais exatos, para se manter atualizado no mercado, é imprescindível ter saídas inteligentes e criativas para interligar todos as informações e buscar novas soluções. 

Pensamento crítico

Ter lógica e raciocínio será uma habilidade ainda mais exigida nos próximos três anos. Sendo assim, saber prós e contras de cada solução, equalizar a medida mais inteligente e viável, será um diferencial para o profissional do futuro 

Coordenação com outras pessoas

Saber coordenar as próprias ações, conforme o que é realizado pelos demais, será um ponto muito requisitado até 2020. Afinal, colaborar com o trabalho feito por todos resulta na facilitação de processos. Ou seja, todos precisam estar alinhados orquestradamente. 

Orientação para servir

A preocupação com o outro passa a ter ainda mais valor. É necessário estar predisposto a ajudar os outros, seja em qualquer ramo profissional. O atendimento ao cliente também tem seus reflexos, afinal, se não for feito de maneira eficaz, por um profissional que queira, de fato, contribuir para resolver um problema, por exemplo, a popularidade e credibilidade da empresa pode ser atingida. 

Julgamento e tomada de decisão 

Ler e interpretar a avalanche de dados fornecida diariamente, de maneira que o melhor direcionamento seja feito a partir de cada índice, é uma das habilidades que os profissionais terão que utilizar em suas funções. Ou seja,  será necessário tomar decisões estratégicas e inteligentes para a empresa, otimizando resultados.

Inteligência Emocional

A capacidade de se adaptar a diferentes realidades, praticar empatia, assim como identificar e compreender os próprios sentimentos estão entre as exigências para um profissional do futuro. A inteligência emocional é primordial para sobreviver em meio a um cenário cada vez mais fluído, com mudanças constantes e em grande velocidade. 

Gestão de Pessoas

Saber lidar com pessoas e extrair delas o melhor resultado será um dos grandes desafios que o profissional do futuro terá em seu cotidiano. Produtividade, motivação de equipe, assim como a compreensão de fatores que interferem no rendimento do colaborador e se é possível reverter são alguns dos itens que precisam estar de acordo com os objetivos da empresa. 

Agora que você já sabe o que será necessário para se tornar um profissional do futuro é hora de buscar o conteúdo que falta para estar preparado. Que tal começar pelo blog da Compasso? Conteúdos exclusivos sobre carreira e tecnologia estão à sua espera! Confira!