Entenda de forma simples a diferença entre nuvem pública, privada e híbrida

Entenda de forma simples a diferença entre nuvem pública, privada e híbrida

Nuvem Pública

Tem como característica oferecer alta disponibilidade, escalabilidade praticamente infinita e custos reduzidos, já que múltiplas empresas pagam pelo acesso compartilhado à potentes recursos computacionais.

Contudo, para conseguir oferecer estas características as nuvens públicas precisam trabalhar com ofertas padronizadas.

Isso significa que a empresa que a irá usar, precisa se adequar às regras e características disponíveis, abrindo mão de normas e requisitos de negócios que eventualmente sejam conflitantes com as opções disponíveis.

Nuvem Privada

Sua empresa precisa de recursos dedicados para suportar cada necessidade específica de negócio e aplicar suas próprias regras e políticas de segurança para garantir conformidade na proteção de suas informações e propriedade intelectual? Estas são algumas características do nuvem privada.

Toda essa liberdade e flexibilidade que uma empresa tem na personalização de sua infraestrutura é valiosa, mas
isto também significa que as empresas precisam dedicar tempo e atenção significativa para gerenciar estes ambientes. Junte a isto o fato de a empresa ter de suportar os custos dos ativos de infraestrutura, espaço físico e equipes especializadas em nuvem, e fica claro que manter nuvens privadas exige altos investimentos.

Nuvem Híbrida

No modelo híbrido, a nuvem pública e o ambiente privado trabalham de maneira independente e conectam-se quando necessário.

Dessa maneira, os dados e aplicações que necessitam de segurança personalizada ou maior soberania podem ficar hospedados no ambiente privado enquanto os dados e sistemas que precisam ter parte de seus dados expostos, como é o caso de um aplicativo móvel, por exemplo, podem utilizar o ambiente de nuvem pública.

Os riscos se tornam muito mais controlados e os custos mais competitivos, já que a gestão dos ambientes se dá de forma simples e integrada, com um único ponto de controle, aproveitando os conhecimentos já existentes dentro da própria equipe.