Inovar é reinventar a organização

Com a transformação digital em curso no mundo, muito do que era considerado o estado da arte tende a ficar obsoleto rapidamente. O fato é que em meio às disrupções, a cultura das empresas tem sido impactada. Sendo assim, essa movimentação não se trata simplesmente da transformação da TI, mas da cultura corporativa.

A maneira como a organização passa a gerar valor aos seus clientes está intimamente ligada em como ela compreende seu ecossistema e consegue antecipar tendências. Isso porque a tecnologia hoje é um meio, que possibilita a arte de prover soluções para problemas de qualquer natureza.

O uso de tecnologias que viabilizam a implementação de estratégias diferenciadas muda os modelos de negócio, processos e cultura, que servem de esteira ou de sustentação para a inovação. E inovar é reinventar a organização.

Nesse mundo transformado figuram convergência e automação de todas as camadas, mudando a forma como as empresas exploram e cuidam de seus dados, como um recurso a ser explorado para obter insights, inovação, gerar novas oportunidades e lucro. Tudo isso sustentado por um modelo de inteligência, tendências e detecção de ameaças, que são acelerados à medida que novos padrões são desenvolvidos.

Ser digital também é ter um olhar tecnológico e crítico para as estratégias de negócio. E como estimular esse potencial? Por meio da união de pessoas, cultura e ambiente. A estratégia de transformação depende fundamentalmente de pessoas. São elas que vão apoiar a decisão de tecnologia, promovendo o engajamento necessário para este processo de transformação.

Por isso, é preciso adotar uma boa gestão de mudança com comunicação adequada para ajudar a reduzir riscos nos processos da jornada digital. Uma boa estratégia é comunicar os objetivos de forma clara, estimulando o time à inovação, à mudança de mentalidade.

Toda organização é única. É um sistema complexo, mas que pode se adaptar às mudanças. E a TI tem importante papel nessa adaptação e não somente no bom funcionamento dos sistemas.

Agregar, promover, colocar talentos para interagir, desenvolver a cultura de colaboração, estimular a cocriação, explorar métodos e outros mercados fazem parte de uma estratégia diferenciada rumo à uma cultura digital.

Agir no momento certo, portanto, é o que define o futuro da maioria das organizações. Peter Thiel, cofundador do PayPal, começa seu livro Zero to One com a seguinte citação: “Cada momento nos negócios acontece uma só vez”.