Big Data / Machine Learning: Rise of the Machines

Olá pessoal. Como estão as coisas por aí?

Hoje o post vai ser diferente. Vamos falar um pouco de Futurismo ou Futurologia, e ao mesmo tempo perceber que essa realidade não está tão distante assim.
Vocês já têm acompanhado aqui pelo Blog, que cobrimos temas diversos, mas sempre com algo em comum: novas tecnologias ou novas formas de se fazer negócios, ou simplesmente como implementar novas habilidades nas organizações.

Eu também me sinto bem à vontade para dizer que, a esta altura, vocês já perceberam que parte do nosso papel no Marketing de Produtos aqui no UOLDIVEO, é pensar como será o mundo de amanhã, e como a tecnologia vai impactar a sua, a minha, as nossas vidas.

 

*** Alerta de spoiler ***

 

Digo isso pois vocês já acompanharam em um post ou outro, nosso time comentando sobre automações, como melhorar a performance de equipes e sistemas, falamos também de Big Data…

 

Então, agora que estamos contextualizados, vamos ao ponto: vocês já ouviram falar do projeto Serenata de Amor? Não? Google it! Não vou entrar nos detalhes do crowdfunding, depois vocês entram lá, ou acessam o GitHub do projeto e dão uma olhada. Mas eu vou deixar alguns termos relevantes por aqui: Bancos de Dados, informação, Data Science, Machine Learning, Inteligência Artificial e por aí vai…
Entenderam onde quero chegar?

As organizações, independente da sua natureza, produzem verdadeiras montanhas de dados. Você já sabe disso. E também sabe que o futuro destas mesmas organizações vai estar alicerçado aí. Já não é novidade para você que, na mesma medida que nossas vidas migram para a internet, ou digital, acessamos ou produzimos um universo de dados e informações.

Você já deve ter escutado por aí que nos últimos 10 anos foram gerados mais dados do que toda a história da humanidade.
É algo impressionante, considerando a nossa pequena parcela na existência. Mas isso já é suficiente para que você considere o valor que o ativo informação tem no mercado. Ela virou moeda (e certamente a mais poderosa), e é necessário que os mercados e negócios sejam capazes de interpreta-la de forma favorável.

Extrair informações e conhecimento dos dados é um fator importante, mas a capacidade de tomar decisões é o fator de sucesso. Big Data, Data Science? Sim, você já sabe a resposta. Agora pense em uma Inteligência Artificial que será capaz de relacionar e aprender sobre o seu negócio de uma forma robotizada. Você conhece bem a vantagem disso. Toda organização que em algum momento adotou sistemas de apoio a decisão, sabe o valor da informação e sabe a importância de ter esta mesma informação de uma forma cada vez mais ágil.

Agora, pense em tudo o que estamos falando aqui. Pense no que você já fez hoje, usando redes sociais, plataformas de comunicação, ou as aplicações corporativas. Que imagem vem a sua mente? Montanhas e montanhas de dados. Veja o potencial que existe em sistemas de apoio capazes de tratar estas montanhas de dados e que conseguem desdobrar isso em padrões, que geram informações ou simplesmente servem de retroalimentação para este mesmo sistema.

Exato, estou falando de Machine Learning.

O valor de você, por exemplo, lidar com um projeto ou com uma demanda de negócio, ou mesmo elaborando um novo produto ou serviço usando as mais diversas variáveis é algo intangível. Já pensou em analisar informações com variáveis que vão da complexidade, prazo, orçamento e conectando a isso a pessoa responsável, seu tempo de dedicação, experiência, processos envolvidos. Some isso a mais variáveis, como cliente, segmento, seu histórico e perfil de compra, utilização, fidelização. Já pensou em relacionar isso com posicionamento e aceitação de mercados, e até se os treinamentos e materiais de apoio são suficientes? Você precisa analisar esta informação em quantas dimensões?

Qual seria o impacto no seu negócio se, analisando padrões, você conseguisse saber qual o ROI de uma iniciativa qualquer, ainda no período de descoberta desta oportunidade? Estamos falando de prever o futuro?
A meu ver, este futuro está mais próximo do que imaginamos. E fica a pergunta: você está preparado?
Até a próxima!

1 Abraço!
Fabiano

Fabiano da Silva

Além de uma história em Tecnologia e uma inclinação para Marketing e Cultura Maker (DIY), Fabiano busca compreender a Vida, o Universo e tudo mais.