Como inovar com pouco budget?

Como inovar com pouco budget?

Muitos executivos atrelam projetos de inovação a algo grandioso, dependente de grandes investimentos. Em tempos de crise, quando a ordem é cortar custos e investir o mínimo possível, boa parte das empresas opta por deixar a inovação de lado e priorizar outras frentes, que garantam retorno no curto e médio prazo. Neste cenário, temos uma pergunta:

Como obter o máximo com o mínimo investimento em inovação?

Em primeiro lugar, é possível sim investir em inovação aos poucos e até mesmo conseguir tirar do papel o seu projeto, que há tempos juntava poeira na gaveta, mesmo sem investimento nenhum.

 

Existem alguns caminhos:

 

1)    Envolva seus colaboradores

Todos devem estar a par da cultura da empresa em termos de inovação e devem se sentir à vontade para dar contribuições, trazer sugestões e propor melhorias. Uma equipe engajada é sinônimo de inovação, com custo baixo. Invista em sessões de brainstorming e não hesite em pedir a opinião do seu time para solucionar alguma dificuldade.

Lembre-se que a contribuição espontânea e dedicada de todas as pessoas acontece quando os funcionários, do operador ao presidente, sentem-se parte do time, fazem o que gostam e são reconhecidos por seu trabalho.

 

2)    Proporcione um ambiente criativo

Todo ser humano tem um potencial criativo guardado dentro de si, mas muitas vezes é preciso um “empurrãozinho” para despertá-lo. Que tal fazer algo para estimular isso dentro da empresa?

Os especialistas são unânimes em dizer que a criatividade vem da liberdade e não do controle. O processo criativo leva tempo, porque é necessário amadurecimento para a ideia se desenvolver por completo. Por isso, proporcione momentos voltados para o estímulo da criatividade da sua equipe.

Treinamentos e atividades diferenciadas que estejam focados na lógica do negócio sempre são ótimas alternativas para estimular a criatividade dos profissionais.

Outro ponto importante é pensar em estratégias para tornar o ambiente mais leve e tolerante ao erro. Caso contrário, não é possível ter inovação.

 

3)    Inicie o processo de inovação aos poucos

Tenha em mente que a inovação pode nascer de uma ideia simples e sem investimentos. A inovação acontece quando existe uma combinação de conhecimento e criatividade em um ambiente favorável, mas não necessariamente ela ocorrerá de forma repentina.

As grandes ideias podem surgir aos poucos, a partir de uma construção muito mais complexa, da conexão com outras ideias que andaram por aí e que de repente se encontram e formam um sentido maior.

Caminhe aos poucos com seu processo inovador e quando menos você esperar, tudo fará sentido.

 

4)    Desenvolva novos produtos com os recursos que possui

Quando o tema é inovação, a tendência é pensar em maneiras mirabolantes para isso. No entanto, a resposta pode estar em técnicas tradicionais para conjugar as necessidades do consumidor com os produtos e os processos da organização.

O termômetro mais preciso dessas necessidades está entre os profissionais que trabalham nas áreas de marketing e vendas, uma vez que eles estão mais perto dos clientes e mais atentos aos movimentos dos concorrentes.

Outras duas áreas que frequentemente lideram a inovação são design e engenharia de produto, pela análise de valor e introdução de novos materiais e tecnologias. Depois que o novo produto é definido, é preciso estabelecer um processo para sua produção e venda.

 

Resumindo, ser inovador não significa ter um budget significativo para tal. Em inovação, mais vale uma estratégia bem estruturada do que investimentos substanciais que não são aplicados da melhor maneira.

 

Você se identificou com o problema do budget? Quer discutir mais o assunto para a sua empresa? Entre em contato com o UOLDIVEO e saiba como podemos ajudá-lo.