API first

No meu último post “O que você precisa saber antes de desenvolver aplicações para a nuvem” apresentei de forma macro os 3 pilares na implantação de aplicativos em um ambiente em nuvem. Neste post o foco é aprofundar no entendimento do conceito de API (Application Programming Interface ou Interface de Programação de Aplicações) e como esse é o início da próxima revolução na tecnologia.

Uma interface de programação de aplicação (“API”) é um conjunto particular de regras (“code”) e especificações que os programas de software pode seguir para se comunicar uns com os outros. Ele serve como uma interface entre os diferentes programas de software e facilita sua interação, semelhante à maneira como a interface de usuário facilita interação entre humanos e computadores. Conceito bacana, mas enfim, o que isso muda em nosso dia a dia?

A resposta é tudo! – API são a nova quebra de paradigma que se desenha no mundo da tecnologia. IoT e Cloud só evoluíram por conta das APIs. Lembra quando se iniciou a revolução da comunicação empresarial, aquele que não possuísse um telefone para comunicar sua empresa com os seus consumidores e fornecedores estava fora do mercado, agora aquele que não conseguir fazer com que seu sistema se comunique com os demais ou quem não conseguir fazer com que sua “coisa” produto se comunique com outros, estará com certeza para trás.

Em um mundo hiperconectado é necessário termos a garantia de uma infraestrutura sólida, uma rede de comunicações evoluídas, uma cultura DevOps avançada, documentação e muito software. Para os sistemas se conversarem e que haja a evolução, você precisa ter acesso a API do seu concorrente. É preciso entender como a construção dos seus parceiros e concorrentes se comunicam e evoluir com eles.

Atualmente há muita discursão sobre desenvolvimento ágil que se preza pela velocidade de entrega do software, no alinhamento com as partes interessadas, no deply continuo etc. Toda essa discussão iniciou em um momento de destruição criativa. Para tal as APIs promove uma nova quebra de cultura nas empresas, onde será necessário um planejamento maior, talvez desenvolver algo mais demorado, mais caro, mais inteligente, mais resiliente….l

Hoje está em alta as APIs e a tecnologia é assim. Você precisa ter determinado recurso para sair na frente de sua concorrência. Amanhã, ela será commoditie. Repense na jornada de olho na indústria 4.0 e na transformação digital. Aprenda o próximo passo da tecnologia por meio de APIs e cultura DevOps.

Grande abraço.

Luiz Eduardo

Luiz Eduardo Severino

Com mais de 10 anos de experiência em vendas e marketing direto, Luiz Eduardo é Bacharel em Economia pela PUC de São Paulo, com MBA em Marketing pela Universidade Anhembi Morumbi e especializações nas áreas de gestão de projeto, design, marketing digital, social media, inbound marketing, webmetrics e web.