Facilitando a administração de sistemas com Ansible

Falaremos hoje de uma ferramenta que pode ajudar muito na gestão de configurações, entrega de aplicações , orquestração em diversas camadas e provisionamento.

A projeto open source teve início em 2012 e buscava endereçar pontos em aberto no gerenciamento de configurações, automação de orquestração de componentes de software e serviços em nuvem.

Imagem 1

Um ponto interessante do projeto é não ser necessário a instalação de agentes nos hosts gerenciados, com comunicação feita através de SSH.

imagem 2

Outro ponto importante é o grande número de módulos disponíveis para automação de diversos tipos de aplicações e dispositivos.

A arquitetura da ferramenta também é algo simples de instalar e gerenciar:

imagem 3

Uma diferença importante do Ansible para as demais ferramentas é que as configurações e tarefas de automação são descritas de forma mais simples. Essas listas de tarefas e configurações são chamados de playbooks.

Os playbooks são simples de entender descrevem as ações de configuração e automação:

imagem 4

 

A Ferramenta possui características únicas com recursos muito interessantes. Como por exemplo a comunicação com qualquer dispositivo que oferece uma conexão SSH, ou qualquer plataforma que expõe uma API: SOAP, REST, etc.

Isto permite gerenciar além de servidores físicos, Hosts de Virtualização ou instancias e serviços em nuvem. A Ferramenta Também pode controlar equipamentos de rede como por exemplo firewalls, switches e balanceadores de carga. Storages que expõem uma interface API também podem ser gerenciados.

A plataforma é cheia de recursos interessantes:

imagem 5

A ideia por trás da solução é fazer da orquestração de TI algo muito mais simples, e expandir a ideia de automação para além dos servidores, fornecendo uma maneira fácil para lidar com o gerenciamento contínuo de configuração, implantação de software.

Até breve,

Edward

Referências:
https://www.ansible.com/
https://www.ansible.com/community

Edward Monteiro

Formado em computação, especialização em gestão, análise de dados e liderança de equipes. Edward Monteiro possui mais 20 anos de experiência em tecnologia em ambientes missão crítica. Programador nas horas livres, viciado em ensino a distância é aprendiz do mindset de design thinking.